TwitterFacebook

Self storage e guarda-móveis. Qual a diferença?

Na hora de procurar um espaço extra para guardar aquelas coisas que não cabem mais em casa, no apartamento ou no escritório, qual a melhor opção? Atualmente, as modalidades de aluguel de espaço mais utilizadas são os guarda-móveis e o self storage.

Guarda-móveis. Foto: Pixabay

Os guarda-móveis são mais antigos e, como o próprio nome diz, são voltados quase que exclusivamente para o armazenamento de móveis. O self storage, uma tendência em franca expansão, tem recursos mais modernos e pode ser usado para o armazenamento de diferentes objetos. Entenda o que melhor se encaixa nas suas necessidades.

Espaço

Uma das principais diferenças é que o self storage oferece aluguel de espaços de diferentes tamanhos, para armazenar objetos dos mais variados volumes e utilidades. Ele também pode ser um guarda-móveis, mas não só isso.

Self storage. Divulgação

No self storage, cada unidade de espaço é chamada de box. “Na nossa empresa, oferecemos boxes que vão de 1 m³, ideal para malas, caixas e pequenos objetos, a 40,5 m³, ideal para empresas que precisam guardar produtos e mercadorias”, explica Diogo da Silveira, sócio da Selfstok. Ou seja, pode servir tanto para guardar antigos álbuns de família, documentos importantes, acessórios esportivos e outros itens de uso pessoal quanto servir de estoque para uma empresa. Diogo considera que a ideia de um simples guarda-móveis está se tornando absoleta, diante das necessidades do mercado.

“Antes, as pessoas queriam apenas um galpão para guardar os móveis enquanto estavam fazendo uma reforma, por exemplo. Mas hoje, principalmente com a tendência de imóveis cada vez menores, as pessoas querem uma extensão da própria casa, um local para deixar em segurança tudo aquilo que não é usado no dia a dia”, avalia o sócio da Selfstok. “Os empresários também querem economizar espaço e recursos e, ao fazerem as contas, percebem que pode ser mais vantajoso alugar um self storage do que ter espaços pouco produtivos na empresa, somente para estoque, para armazenar pilhas de arquivos”, acrescenta.

Segurança

Somente o usuário tem acesso ao box. Divulgação

Outro grande diferencial é a nível de privacidade e segurança. Somente o locatário tem acesso ao box — e mais ninguém, nem mesmo os funcionários do local. O cliente da Selfstok recebe uma senha eletrônica e só pode entrar no prédio depois de digitá-la. Ele também deve trazer seu próprio cadeado, ou adquirir um na loja, trancar o box e levar a chave. Mas, se o cliente quiser, ele pode passar a senha e o cadeado para outras pessoas, que também terão acesso ao box.

“A proposta do self storage é justamente o autoarmazenamento, a autogestão do que está guardado. É a própria pessoa que guarda e organiza seus bens e somente ela tem acesso ao box. O locatário tem livre acesso ao espaço, durante o horário de funcionamento”, destaca Diogo.

Monitoramento 24h. Divulgação

Além disso, câmeras espalhadas por todo o prédio são usadas para monitoramento 24h. Outra garantia extra de segurança é que todos devem contratar um seguro, o que não acontece nos guarda-móveis. A cobertura é para incêndios, vendavais, tumultos e subtração de bens. O seguro é obtido por meio do pagamento de uma pequena taxa mensal, que vem junto com o boleto do aluguel.

Os guarda-móveis geralmente não contam com tais recursos, principalmente no quesito privacidade. Os funcionários é que são responsáveis por organizar os móveis, tendo acesso aos bens armazenados. Além disso, um mesmo local pode ter itens de diferentes pessoas, não são espaços tão privativos quanto os boxes de self storage.

Limpeza e conservação

Unidades são limpas com frequência. Divulgação

Depois de muito tempo sem uso, um objeto guardado em casa pode ser facilmente esquecido e acabar se deteriorando pelas más condições de armazenamento. Em um ambiente de self storage não é preciso se preocupar com isso. Os locais são limpos, livres de umidade e com temperatura controlada. Mensalmente, as instalações são dedetizadas por nebulização (fumaça), não sendo necessária a presença dos clientes para abrir os boxes.

Flexibilidade no contrato

Os contratos de locação são mais flexíveis, para se adequar as variações das necessidades das pessoas. Eles também podem ser suspensos a qualquer hora, sem a exigência de pagamento de multa. A única condição é o prazo mínimo de um mês, com renovação mensal automática. Para cancelar o mês seguinte, basta a pessoa avisar que não vai mais precisar do aluguel. Tudo muito simples.

*Com informações da assessoria.

“Se intervenção não der certo, governo não deu certo”, afirma Temer

Em entrevista à Radio Bandeirantes nesta sexta-feira (23), o presidente Michel Temer falou sobre a intervenção federal na segurança pública no Rio de Janeiro. “Se não der certo, não deu certo o governo, porque o comandante supremo das Forças Armadas é o presidente da República. De modo que as Forças Armadas nada mais fizeram do que obedecer o comando do seu comandante supremo. Se não der certo, foi o governo que errou, não foram as Forças Armadas”, afirmou.

Intervenção total

Temer disse ainda que o governo federal chegou a cogitar uma intervenção total no Rio de Janeiro. Mas, segundo o presidente, a uma medida era “muito radical” e, por isso, foi descartada.

Temer explicou que em uma intervenção total o governador pode ser afastado. Ele foi questionado pelo jornalista José Luiz Datena se isso foi cogitado. “Claro, foi cogitado num primeiro momento, mas logo afastei a ideia por que seria uma coisa muito radical, e logo refutei. E refutando ficamos com a conclusão de que deveríamos intervir na área da segurança pública e no sistema penitenciário”.

Temer disse que ele e ministros conversaram com o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, que concordou com a intervenção na área de segurança pública. O presidente destacou que não se trata de uma intervenção militar, mas sim civil. “É uma intervenção civil, administrativa, com a presença dos militares”.

Temer disse ter “absoluta convicção” de que a intervenção “dará certo”. “É um jogo de alto risco, mas é um jogo necessário”. E negou que a intervenção tenha pretensões eleitorais. “É uma jogada de mestre, mas não é eleitoral”, afirmou.

Questionado diretamente se pretende ser candidato à reeleição no pleito de outubro, o presidente negou. “Não. Tenho dito reiteradamente, em política, as circunstâncias é que ditam a conduta e as circunstâncias atuais ditam a minha conduta. Eu não sou candidato”.

Reforma da Previdência

Temer reforçou a necessidade da aprovação da reforma da Previdência para o equilíbrio das contas públicas e disse que o tema saiu da pauta legislativa, mas não da pauta política do país.

“Não haverá candidato à presidente da República, a governador, senador, deputado federal que não vai ser questionado sobre sua posição em relação à Previdência”. No último dia 19, o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, afastou a possibilidade de votação da reforma da Previdência enquanto durar a intervenção federal na segurança pública do estado do Rio de Janeiro. O decreto de intervenção prevê que a medida dure até o dia 31 de dezembro de 2018.

*Fonte: EBC (com alterações)
*Crédito da imagem: Carl de Souza/AFP

Síndrome de Down: alertas e cuidados

Presente em um a cada mil nascimentos em todo o mundo, a Síndrome de Down (SD) é uma das doenças genéticas mais pesquisadas por especialistas tanto na infância quanto em fases mais tardias do ciclo de vida humano.

Mas quando o tratamento realmente começa? Segundo o neuropediatra dr. Clay Brites, especialista da Neuro Saber, após a confirmação diagnóstica, a família deve já incluir a criança com Síndrome de Down em vários eixos de cuidados e intervenções para assegurar adequado crescimento e desenvolvimento.

Clay Brites, neuropediatra. Divulgação

Brites ressalta que, atualmente, a medicina já dispõe de um planejamento terapêutico mais completo e que leva em consideração cuidados em todas as fases de sua vida, do recém-nascido ao idoso, com a finalidade de garantir qualidade de vida a longo prazo.

Devido às suas peculiaridades, esta síndrome pode levar ao comprometimento de vários órgãos e sistemas de funcionamento desde a primeira infância. “Por isso, é fundamental os pais terem muito atenção em diversos fatores”, afirma o especialista.

Um deles diz a respeito das alterações cardíacas. O neuropediatra explica que esse problema está presente na maioria dos pacientes. É comum, por exemplo, encontrar casos de malformações cardíacas, que levam a modificações estruturais e no funcionamento deste órgão. “Isso traz variadas consequências para a criança com Down, como dificuldades de ganho de peso e restrição aos exercícios e movimentos”, destaca, Brites.

Outro ponto são os problemas hormonais e de crescimento. A baixa estatura é uma constante além de problemas hormonais, como hipotireoidismo e déficit de hormônio de crescimento. Brites explica que conta disso é frequente observar a obesidade nestes pacientes.

Além disso, essas pessoas possuem um risco elevado de infecções e complicações. O especialista diz que crianças com SD tem baixa imunidade e costumam ter déficits de fatores imunológicos. “Há necessidade, assim, de serem submetidos a esquemas vacinais exclusivos e vigilância constante quando a condutas mais prudentes em caso de virem a desenvolver alguma infecção”, alerta o médico.

Eles também apresentam riscos de desenvolver leucemias e outros tipos de tumores. Problemas cognitivos e comportamentais são também muito comuns. Segundo Brites, todos as pessoas com SD possuem Deficiência Intelectual nos mais diversos níveis de intensidade.

Além disso, podem apresentar Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade -TDAH- (40-50% dos casos), Autismo (10% dos casos) e outros transtornos psiquiátricos, como psicoses, TOC e fobias. “As escolas, portanto, devem dar o devido suporte com medidas de inclusão e atenção especial. Além disso, alguns podem ter problemas ortopédicos e posturais. De 5 a 8% desses pacientes, podem ter epilepsia também”, conta Brites.

Na idade adulta os cuidados são redobrados. Dados de pesquisas de 2015 debatidas na Primeira Conferência Internacional da Sociedade de Pesquisa em Síndrome de Down, mostraram que 50% destes pacientes desenvolvem Mal de Alzheimer e o aparecimento é mais precoce (em torno dos 40 anos). “Hoje já sabe que a SD é a causa genética mais comum de demências. Apesar do avanço científico, sabemos que a mortalidade destes pacientes é bem maior do que da população em geral devido aos problemas cardíacos. Por isso, os cuidados com eles devem ser redobrados, desde muito novos”, ressalta o neuropediatra.

*Com informações da assessoria.

Clientes do Banco do Brasil poderão fazer transações pelo Facebook

Os clientes do Banco do Brasil poderão fazer transações bancárias diretamente pelo Messenger, aplicativo de mensagens instantâneas do Facebook, sem precisar utilizar o serviço de internet banking ou o aplicativo do banco.

Segundo a instituição, a troca de informações nas interações com os clientes são criptografadas de ponta a ponta.“Queremos estar em todos os lugares em que o cliente gosta de estar, seja no aplicativo ou na rede social. As pesquisas mostram que o brasileiro aprecia muito as redes sociais”, disse nesta quinta-feira (22) o diretor de tecnologia do Banco do Brasil, Gustavo Fosse.

A ferramenta será iniciada com um projeto-piloto com cerca de mil clientes e um grupo de funcionários do banco. Inicialmente, estão disponíveis consulta de extrato da conta-corrente e informações sobre cartão de crédito como fatura, solicitação de segunda via e liberação de uso.

Nos próximos dias, as consultas de saldo e extrato da poupança, assim como o extrato de fundos de investimento também estarão disponíveis pelo atendimento no Messenger. Após a fase de testes, o serviço será ampliado para todos os clientes.

Gustavo Fosse, diretor de tecnologia do BB, apresenta ferramenta que permite transação via Facebook. Foto: Helton Gomes / G1

O atendimento na nova plataforma será feito por meio do assistente virtual do banco, que já funciona para tirar dúvidas de clientes por meio de chatbot (“robô” que simula uma conversa com os clientes) no Messenger do Facebook combinada com o Watson, a plataforma de inteligência artificial para negócios da IBM na nuvem.

Há um ano, o BB adotou Watson para auxiliar os funcionários a agilizar o atendimento e responder a dúvidas e solicitações dos clientes. Em agosto do ano passado, a instituição ampliou o uso da inteligência artificial para seu novo canal de atendimento pelo Messenger do Facebook para tirar as principais dúvidas dos clientes sobre sua conta ou serviços oferecidos pelo banco.

Segundo o Banco do Brasil, foram mais de 500 mil interações e cerca de 60 mil clientes respondidos com informações sobre os mais diversos temas, como atendimento, cartão, conta-corrente, investimentos, linhas de crédito, solução de dividas, programa de relacionamento e câmbio.

A interação pelo chatbot representa 70% dos atendimentos feitos pelo BB no Facebook. Quando é necessário algum tipo de interação humana, o atendimento é encaminhado para funcionários do banco.

Desde outubro, o chatbot foi ampliado para os sistemas próprios do banco e migrou para o aplicativo. Em dezembro, começou a ser utilizado no internet banking para interações com clientes sobre módulo de segurança e bloqueio de senha.

Fonte: EBC

Aulão beneficente de reescritura de textos para concursos

Concursandos interessados em uma vaga no Superior Tribunal Militar, Agencia Brasileira de Inteligência e Superior Tribunal de Justiça, poderão reforçar os estudos com o Aulão Beneficente de reescritura, que será realizado pelo IMP Concursos, no dia 02 de março (sexta-feira), na unidade da Asa Sul (603 Sul), das 8h15 às 11h50.

Quem ministra o aulão é a professora Aline Rizzi, graduada em Letras pela Universidade Católica de Brasília, especialista em Literatura Brasileira pela Universidade de Brasília – UnB, professora de língua portuguesa, redação oficial, produção de textos e interpretação de textos em cursos preparatórios para concursos públicos em Brasília.Segundo ela, nesse aulão trabalha-se com a gramática aplicada ao texto. “Assim, investiga-se a correção gramatical e o sentido original do texto. É o que tem caído muito em provas do Cebraspe”, ressalta.

O material será todo elaborado pela professora e entregue no dia da aula. As inscrições devem ser realizadas nas secretarias do Concursos, mediante a entrega de material escolar para doação. Mais informações: www.impconcursos.com.br ou 3029-9700.

*Com informações da assessoria
*Crédito da imagem: Carlos Bafutto

Sinpol divulga balanço das primeiras 24 horas de greve da PCDF

Com a greve de 72 horas deflagrada pelos policiais civis do Distrito Federal, neste primeiro dia, mil ocorrências deixaram de ser registradas em 51 Delegacias de Polícia (DPs) do Distrito Federal, segundo levantamento do Sindicato dos Policiais Civis do DF (Sinpol-DF). Em assembleia realizada nesta terça-feira (20/2), os policiais civis do Distrito Federal decidiram entrar em greve por três dias, a partir das 8h desta quarta-feira (21/2). A categoria pede aumento salarial e contratação de novos servidores.

Polícia Civil faz greve no DF. Divulgação

De acordo com o Sinpol, ao menos 250 mil ocorrências criminais também deixaram de ser investigadas, 400 carteiras de identidade deixam de ser emitidas nos Postos de Identificação e 50 laudos periciais deixaram de ser emitidos. Ainda nas DPs, 1.500 provas testemunhais não serão elaboradas, a cada dia.

Atualmente, existem 11 mil mandados de prisão em aberto e mais mil mandados de apreensão de adolescentes infratores para serem cumpridos. Esse serviço também foi paralisado.

Todas as investigações, desde as que apuram crimes de menor potencial às que apuram crimes mais complexos, também estão paralisadas. São mais de 250 mil ocorrência em apuração apenas no último ano.

Nenhuma campana, acompanhamento, vigilância, diligência, perícia, pesquisa e análise criminais e investigativas foi realizada nas 250.000 ocorrências de crime sob apuração.

Balanço primeiro dia de greve

Serviços que não foram realizados:

  • 1.000 registros de ocorrências
  • 1.500 provas testemunhais
  • 200 perícias IML, IC, II
  • 400 identidades
  • 11.000 mandando de prisão em aberto
  • 1.000 mandados de busca e apreensão de adolescentes
  • 250.000 crimes sob investigação
  • 100 interceptações telefônicas
*Com informações da assessoria

Categorias

Sobre

Redes Sociais

Mais…

Your browser doesn't support canvas.